5 dicas de alimentação saudável super fáceis

Olá pessoal! Como hoje em dia as pessoas estão cada vez mais preocupadas em ter uma alimentação e um estilo de vida mais saudável, resolvi compartilhar com vocês 5 dicas de coisas que faço em casa para melhorar minha rotina alimentar e que considero super fáceis. Confiram!

1 – Tomar água com limão em jejum

agua-com-limao

Beber todos os dias em jejum meio copo de água em temperatura ambiente ou morna com meio limão espremido e aguardar 10/15 minutos para tomar o café da manhã. Quem acompanhava o snapchat do blog (parei de fazer snaps temporariamente, pois meu celular está muito desatualizado e o snapchat não funciona mais) cansou de me ver mostrando meu copinho de água com limão toda manhã.

O limão, ao entrar no organismo, deixa de ser ácido e se torna básico, o que ajuda a equilibrar o Ph do corpo, que é levemente alcalino e tem como nível ideal algo em torno de 7,35 (o Ph vai de 0 a 14, sendo o 7 neutro, acima disso alcalino e abaixo ácido). Além disso, o corpo humano só adoece quando está ácido, então devemos ingerir mais alimentos alcalinos e menos alimento ácidos, tentando manter uma proporção de 70/30%, respectivamente. Aprendi essa dica com o Dr. Barakat no snapchat dele.

2 – Tomar água com gengibre

agua-com-gengibre

A água com gengibre foi a maior descoberta pra mim, pois sou do tipo que não tem o hábito de tomar muita água, só tomo quando estou realmente com sede (que já é sinal de desidratação). Então, como o gengibre deixa a água levemente refrescante, fico com vontade de tomar, mesmo não estando com sede. Descobri essa dica com uma prima minha que estava fazendo uma reeducação alimentar para perder peso.

O gengibre tem propriedades diuréticas, termogênicas e ajuda no emagrecimento e eliminação de gordura, além de reforçar o sistema imunológico e manter longe gripes e resfriados. Então, para prepara essa água, basta cortar algumas lascas de gengibre e colocar dentro da garrafa d’água lembrando-se de sempre trocá-las no dia seguinte, pois elas oxidam e perdem suas propriedades.

3 – Trocar o açúcar branco por açúcar demerara

acucar-demerara

Essa dica eu aprendi com a Yasmin Brunet, também através do snapchat, que é trocar o açúcar comum (aqueles branquinhos que todo mundo usa, sendo o cristal ou o de confeiteiro) pelo açúcar demerada, que nada mais é que um açúcar menos processado e mais marronzinho, ele fica entre o açúcar normal e o açúcar mascavo, porém não tem aquele gosto de rapadura que o açúcar mascavo tem, o gosto dele é igual ao do açúcar normal.

Como o demerara não passa por tantos processos, ele mantém o valor nutricional do açúcar praticamente intacto, sendo rico em vitamina B1, B2, B6, cálcio, magnésio, cobre, fósforo e potássio, no entanto, ele continua sendo calórico e tendo que ser usado com bastante moderação pelos diabéticos.

O açúcar demerara é um pouquinho mais caro que o açúcar normal e aqui em Belo Horizonte encontro ele com facilidade em qualquer supermercado.

4 – Trocar o óleo de cozinha comum (soja, canola, etc.) por óleo de coco

oleo-de-coco

Usar óleo de coco para cozinhar, essa dica aprendi tanto com o Dr. Barakat quanto com a Yasmin Brunet. O óleo de coco é uma gordura saturada, ou seja, ele não altera sua estrutura química em altas temperaturas, ao contrário dos óleos vegetais, mantendo-se saudável durante o cozimento.

Normalmente os óleos de coco extra virgem são muito caros, cerca de R$ 40,00 o vidro com 500 ml aqui em BH, o que torna a sua utilização na cozinha pouco viável devido ao seu elevado preço. Sendo assim, uma outra dica dada pelo Dr. Barakat é comprar o óleo de coco virgem (não o extra virgem) que é bem mais barato e vende pela internet em quantidades maiores.

O óleo de coco é rico em antioxidantes, ácidos graxos e vitamina E. Além disso, ajuda a elevar o nível de HDL (colesterol bom), melhora o metabolismo da glicose, entre vários outros benefícios.

5 – Trocar o sal de cozinha comum por sal marinho e/ou sal rosa

sal-rosa-do-himalaia

Mais uma dica do Dr. Barakat, todo mundo sabe que o sal de cozinha faz um super mal para a saúde devido aos procedimentos que ele passa para ser refinado, onde são adicionadas substâncias químicas nocivas, além de retirarem boa parte dos nutrientes que o alimento puro carrega. Então, para substituir esse sal existem algumas alternativas como o sal marinho, o sal grosso (o de churrasco mesmo, pois ele não passa por processos químicos) e o sal rosa (também conhecido como sal do himalaia).

O sal rosa (vende em vários supermercados aqui em BH), que é extraído de minas salinas localizadas nas montanhas do Himalaia e é considerado o sal mais puro do mundo, é o mais indicado para o consumo, pois é livre de toxinas e contém mais de 80 minerais, entretanto, por ele ser bem caro recomenda-se utilizá-lo a mesa no lugar do sal comum.

O sal marinho é o sal que resulta da evaporação da água do mar, ele possui um teor mais baixo em sódio e não passa pelo processo de refinamento do sal de cozinha comum, o que mantém todos os microminerais e nutrientes de sua composição (compro ele na Feira dos Produtores aqui em BH). Vale lembrar que sal é sal e independe de qual seja, deve ser usado com moderação.

Todas as informações dadas neste post foram bem superficiais, então sugiro a todos que pesquisem mais sobre os benefícios trazidos por cada uma dessas dicas!

E aí, gostaram? Já conheciam alguma dessas dicas? Comentem!

por Melina

Comentários

Comentários

2 thoughts on “5 dicas de alimentação saudável super fáceis

Deixe uma resposta